18 de janeiro de 2009

Antes de sair...

Sinto ser expulsa de teus poros como odores amargos
Suplico que me deixe exalar por tua alma, esse pouco de mim que ainda lhe resta

Tu não me ouves
Escondo minha face aguda para não deixar em teu corpo meu último adeus

Não acorde ainda meu amor
Tenho tanto de mim em você
Não se desfaça de mim, ao seu redor é só ilusão...

Tento não deixar-te, mas de que adianta?!
Pra você é o início de um novo desabrochar

Se ao amanhecer sentir um novo ar, lembre-se:
Antes de sair eu tentei viver, mas o vento me levou consigo...


by Val Costa Pinho