9 de abril de 2009

Desde sempre...

Profundamente em mim
Desde sempre
Sempre amor
Olhar terno de desejo em cor
Todos os tons completam-se em mim
Próximo à entrada da salvação
Gritos tortuosos
PQ não? - Já os ouço...
Quero-te tão fácil como lamentar não estar ao teu lado
Já te imagino como uma metade perdida
em tempos de solidão
Posso anular as chances do meu destino
Desde sempre
Sempre em mim!


by Val Costa Pinho