16 de outubro de 2009

"Seiva de jasmim"

O meu "toque"
Quebranta a tua essência
Minha admiração nem sabes tu como é tanta
Os olhos ao chão, de ti se escondem
Mas já te possuiu
Antes da tua chegada

Meu desejo aspira dias em que posso sonhar contigo envolta em mim
Misturando os nossos aromas
Suprindo a minha vontade

Mas estou ainda a esconder-me de ti
Deixando que os ventos que rumam para o sul a levem
E em cada nova alvorada a vejo retornar mais forte

Pura seiva de jasmim
Como esperar que os meus dias passem sem sorver a tua pureza por inteiro
Como posso ter de volta o que sinto
E me afagar dessa paz que emana de ti ao meu espírito
Poder tocar-te sem quebrantar-te
Eu simples mundana

Abençoa-me com tua candura
Oculta a minha solidão
Seja
Parte de mim
Sublime atmosfera a me abraçar
Minha nova essência
Meu ar!

by Val Costa Pinho