29 de maio de 2011

Até hoje...




E daquele dia até hoje
Que mesmo amanhã será hoje
Você não se desfaz

Dentro, um vazio, uma saudade
A minha dor

Tristeza se achega
Pra perto do peito

Na mente lampeja 
Um pouco da vida
A gente

E lá da distância que nem dá pra avistar
O meu desejo teima em te buscar

Reveste de esperança a fantasia
Que vem voando
Quando de dia
Posa trazendo consigo
O mesmo silêncio dos dias que fiquei a te esperar

Até hoje...

by Val Costa Pinho