20 de março de 2012

Bastando-se




Olha o abraço forte

Do bem amado, o norte

De sorte, me deixarás

Em busca do meu próprio querer


Há quem diga não seja sorte

Mas é amor deixar-me ir

É amor querer o encontro

Do próprio demônio

Dentro de si.

by Val Costa Pinho

15 de março de 2012

Caminhos incertos


O desejo caminha
Em direção "alada"
Um sentido transviado
Um lado desamparado

É o novo
Uma nova dor
Por onde ir onde ela não há?

Caminha vida
É pelo sol, areia, mar

E por mais distante que a gente chega
Volta a desejar voltar

Vai, que o trajeto que deseja
É continuar onde estar?

By Val Costa Pinho