24 de outubro de 2012

Outros, mesmos eus!



Estranho este ser tão particular
Ser sendo, vivendo, humano

O falante, o que cala?
E no silêncio, o que fala?

Trovões que não só o atinge
Contra, porém, ética transferência de um par
Efêmera presença, movimento
Sustent(ação)

E o que olha, onde estará?
Existe ali para si?

Encontro ou fardo
É ser

Entre erros e acertos tão existenciais
Estranho este ser se não aqui.

by Val Costa Pinho
Imagem: Vladimir Kush